Blog

Loading
Carregando...

20/08/2020

A importância do telhado para projetos belos e seguros

Siga nossas dicas e escolha o melhor tipo de telha


Ao começar uma obra, você precisa pensar em cada detalhe. Saber qual o melhor tipo de telha para a construção é um ponto fundamental. Em geral, aconselhamos a utilização de telhas leves e resistentes, que se destacam pela durabilidade.

Diferenciar os diferentes materiais disponíveis no mercado pode ser uma dor de cabeça. Por isso, selecionamos as principais dicas que ajudam nessa missão. A primeira é considerar os aspectos de cada produto. Dependendo da aplicação e do material de fabricação, há pontos positivos e negativos que não podem ser ignorados. Confira nossa lista!

Telhas metálicas: ideais em galpões, ginásios de esporte e grandes edifícios. A grande vantagem é a agilidade na montagem, além da flexibilidade arquitetônica, leveza no telhado e alta qualidade. 

Telhas de concreto: destaca-se pela durabilidade e conforto térmico, comumente empregada em cidades com arquitetura colonial. 

Telhas termoacústicas: conseguem isolar a temperatura e o som em um ambiente.  O isolamento térmico e acústico é garantido com o uso de poliuretano rígido ou isopor. Esse material reduz até mesmo a necessidade de ar-condicionado, o que promove a redução de custos e de consumo energético. 

Telhas translúcidas, amplamente utilizadas para permitir a entrada de luz natural nos ambientes. O resultado? Economia de energia e ambiente mais sustentável. Estabelecimentos comerciais devem ter, ao menos, 10% de iluminação natural. A fabricação recebe resinas plásticas, reforçadas com fibra de vidro, o que permite que sejam modeladas em diferentes formatos, segundo as necessidades do cliente. Há, ainda, uma camada de proteção contra raios ultravioletas. 

Telhas de cerâmica: bom custo benefício e facilidade na aquisição. Se for instalada corretamente, ajuda inclusive no conforto térmico e acústico. Em geral, exige o uso de materiais complementares. Uma das principais desvantagens é a incapacidade de absorver a umidade, pois o material é muito poroso e absorve facilmente a água da chuva. Também pode haver dificuldade em relação à inclinação. 

A produção desse material gera resíduos que poluem o ambiente. Podem variar, dependendo do design e características: há a telha romana (mais sofisticada), a colonial (excelente vazão de água e facilidade na instalação) e telha americana (ótima estabilidade).

Telhas de plástico: costumam ser feitas de PVC e são opções que prejudicam o conforto térmico. Afeta a qualidade e a saúde dos colaboradores em ambientes laborais. O acabamento também é pior. 

Listamos alguns modelos de telhas, mas há opções ainda mais personalizáveis e que variam conforme as suas necessidades. Avalie sempre quais os seus objetivos: agilidade na instalação? Redução de custos? Aumento da produtividade? Grande durabilidade? A ajuda de especialistas no assunto é fundamental para determinar qual o projeto arquitetônico que combina mais com a sua obra., assegurando durabilidade e o cumprimento das normas regulatórias.